quinta-feira, 26 de julho de 2012

Perdoa

É essa chuva de sentimentos
Está me enlouquecendo.
"Perdoa",
É a palavra que ecoa.
Eu não fiz por mal,
Eu não quis te magoar!
O sol desapareceu,
A minha vida mudou,
Desmoronou.
Nada tem feito sentido.
Não acredito que tenha mentido,
Fiz o que achei ideal.
Meu coração só quer silêncio e paz
Me perdoa por isto,
mas eu desisto.
E não vou voltar atrás.
Viver sem você?
Eu vou aprender.
Doa a quem doer.

Sozinha


 Sozinha, é assim que eu gosto de ficar. Tenho pensado tanto em mim, tenho gostado tanto disso. Descobrindo meu lugar, meus defeitos. Começando a aceitar os meus distúrbios e delírios, talvez eu consiga resolvê-los. Preciso ficar sozinha.

Irreal

 
Tempo, tanto tempo.
Ao seu lado, mas tão distante.
Arrisquei, busquei, acreditei... consegui.
Amei, sim eu amei.
Parecia tão certo, sempre certo.
Irreal demais para mim.
Defeitos surgiram, mas nenhum veio de você,
Defeitos meus, erros meus, problemas meus.
"Não é você, sou eu"
clichê, eu sei.
Real, acredite!
Não encontrei saída, não encontrei soluções
para fechar o espaço que havia entre nós,
que eu mesma criei.
Mas manter algo por você e não por mim já é demais.
Ignorar a minha angustia pra alimentar a sua alegria já é exagero.
Sou tão viva quanto você, quero felicidades, assim como você!
Eu não queria dizer adeus, nunca quis,
mas ao meu ver, isso já passou do tempo de ser dito.