sábado, 26 de setembro de 2015

Eu não!

É engraçado esse caminhar...
As coisas vem e vão com uma facilidade...
Um dia você tem tudo, e no outro você não têm nem a si mesmo mais.
Hoje a depressão bateu aqui, na porta do meu quarto.
E eu parei um minuto para olhar ao meu redor e reparei que: criei amizades fracas, amores falsos.
Até hoje não conheci alguém que merecesse de verdade os meus fiéis sentimentos!
As pessoas são tão vazias.. E se vendem por qualquer moeda.
As pessoas mentem.. E entram em castelos fúteis.
Até hoje, todos que conheci...
Não poderiam mesmo ficar aqui.
Eu não sou assim.
Eu sei o que sou.
E quer saber? Ainda é melhor ficar sozinha, do que com pessoas podres...
Eu estou só, eu sofro de solidão... Mas eu não quero a sua falsa piedade, suas falsas verdades, e sua alma imunda. Obrigada!

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Não perca o foco!


Vem fase nova por aí..
Planos e projetos a caminho.

Não bastará só não ter medo...
Não será o suficiente.
Agora menina, você vai precisar de muito mais!
Mostre se é capaz.

Chega de brincar de Pollyanna,
isso agora vai virar profissão.
O objetivo hoje é mudar o rumo,
dar a volta por cima, lutar por um sonho.

Esse misto de medo e ansiedade, curiosidade e covardia,
deixando gostinho de quero mais na ponta da língua.

Sair da sua zona de conforto é a sensação mais incrível de todas.
Estou nervosa, ansiosa...
e encorajada!

domingo, 6 de setembro de 2015

Confessando

Toda vez que alguma coisa da errado
Eu saio procurando métodos de acabar com tudo.
Eu leio sobre suicídio, eu começo a imaginar como fazer..
Eu saio e faço coisas que nem Deus acreditaria, se não visse.
Tudo... à procura do fim!
Isso não é um pedido de ajuda,
estou apenas confessando.