domingo, 24 de janeiro de 2016

Um nó

Um nó no meu coração
Uma noite conturbada,
Com a mente confusa e o coração apertado.
O que fazer?

Parei,
saí de perto e busquei observar a minha vida.
Meu cenário, minha atuação e meu texto...
E tem algo errado.

Alguma coisa aqui não vai bem..
Meu eu interior:
Uma criança acuada.
Um nó no peito.

As borboletas morreram,
Sei que isso nem faz sentido.
Mas algo não vai bem, estou avisando.

Aquelas idéias ruins voltaram a me perturbar...
As mesmas!

Um poço, um precipício, uma corda.
Um dia cinza.
As escolhas.

Ir ou não ir.
Segurar? Soltar?

Eu tenho medo da minha própria mente.
Suas surpresas...
São desafiadoras, curiosas e arriscadas.

Espero que isso passe logo.

Nenhum comentário: